06/2006 - Arquitetura Moderna no Rio de Janeiro - A Dimensão Brutalista
asdfsadfasdf
PROARQ / FAU / UFRJ

Dissertação de mestrado apresentada em junho de 2006 no PROARQ / FAU / UFRJ. Examina o processo de formação da linguagem brutalista na Europa, no início do século XX, derivada sobretudo do béton brut, de Le Corbusier, e das teorias ("éticas") de Alison e Peter Smithson. A dissertação estuda como essa linguagem penetrou o meio arquitetônico carioca pelas mãos dos arquitetos Sérgio Bernardes e Affonso Eduardo Reidy, e analisa uma série de obras executadas no Rio de Janeiro, entre 1955 e 1985, de arquitetos como Arthur Lício Pontual, Paulo Casé e Luiz Paulo Conde, que correspondem a interpretações regionalistas do idioma. 


 


  Flavio Castellotti